Sex, 19 de novembro de 2010, 07:01

MEC autoriza abertura de Medicina e Odonto em Lagarto
MEC autoriza abertura de Medicina e Odonto em Lagarto
Parecer - 20/05/2011 MEC autoriza abertura de Medicina e Odonto em Lagarto Avaliação observou questões pedagógicas, de pessoal e parte física; agora, Odonto aguarda parecer do CNS O Ministério da Educação (MEC) autorizou a abertura dos cursos de Medicina e Odontologia do campus de Lagarto da UFS. Para a autorização, os avaliadores, que realizaram a visita in loco em maio, analisaram a organização didático-pedagógica, o corpo docente e técnico-administrativo e as instalações físicas. Dessa avaliação abrangente saiu os conceitos finais: Medicina ficou com 3 e Odontologia 4 (numa escala de 1 a 5). O diretor do campus, Mário Adriano, afirma que a avaliação foi positiva. “Tivemos nota 3 - que aprova - em Medicina. Mas com pontos extremamente fortes: 5 no projeto pedagógico e 4 no quadro de professores. Para nós, foi uma avaliação muito boa, nos deu a força para seguir em frente”. Nas considerações finais do relatório, os avaliadores “constataram que o projeto do curso de Medicina é fruto de um planejamento institucional, com metas e ações bem definidas, que vem sendo executado de forma progressiva. A instalação de campi avançados em diferentes regiões do Estado obedece às características e demandas regionais e conta com compartilhamento de ideias e cooperação dos poderes federal, estadual e municipal”. E mais: “O projeto tem méritos pedagógicos, há entusiasmo para sua implantação, os serviços de saúde para práticas de ensino são bem dimensionados em infra-estrutura e as fragilidades apontadas merecem ser sanadas para que seus objetivos sejam satisfatoriamente cumpridos”, finaliza os avaliadores. Mário Adriano explica que “o que pesou para a nota de Medicina não ser maior foi a não existência de uma residência médica, já que o hospital de Lagarto tem apenas 11 meses de funcionamento”. Outro fator foi que “os laboratórios ainda não estavam montados, embora tenhamos apresentado os resultados das licitações de equipamentos”. Na conclusão da avaliação de Odontologia, os representantes do MEC colocam que “em razão do exposto e considerando ainda os referenciais de qualidade dispostos na legislação vigente, nas diretrizes da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes) e neste instrumento de avaliação, o curso de Odontologia da UFS apresenta um perfil ‘BOM’ com conceito final 4 de qualidade”. Leia os relatórios de avaliação completos retirados do e-MEC, sistema de tramitação eletrônica dos processos de regulamentação de cursos: Medicina e Odontologia. Avaliação de cursos O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep/MEC) conduz todo o sistema de avaliação de cursos superiores no País. No âmbito do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) e da regulação dos cursos de graduação, prevê-se que os cursos sejam avaliados periodicamente. Assim, os cursos de educação superior passam por três tipos de avaliação: para autorização, para reconhecimento e para renovação de reconhecimento. Saiba mais no site do Inep. Autorização do CNS As atividades acadêmicas do campus de Lagarto iniciaram em 9 de maio. Seu primeiro vestibular ocorreu em dezembro de 2010. Foram ofertadas 300 vagas, 50 em cada um dos seguintes cursos: Farmácia, Nutrição, Enfermagem, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Cursos da área de saúde necessitam, além da autorização do MEC para a abertura, um parecer favorável do Conselho Nacional de Saúde (CNS), órgão vinculado ao Ministério da Saúde. Dentre as competências do CNS, está a articulação com o MEC quanto à criação de cursos de ensino superior na área, no que concerne à caracterização das necessidades sociais. Em 9 de dezembro de 2010, o CNS aprovou a proposta do curso de Medicina. A graduação deve entrar no vestibular 2012, que acontece em novembro deste ano. Serão 50 vagas anualmente no turno integral (manhã e tarde) com duração de 12 semestres letivos. Já Odontologia, que também necessita de parecer favorável do CNS para entrar em funcionamento, ainda não foi apreciado pelo conselho. Parceria O mais novo campus da UFS no interior sergipano reflete uma parceria dos governos federal e estadual. Ao final – incluindo, dentre outras ações, as obras de reforma da sede provisória e a construção do campus - os investimentos vão ultrapassar os R$ 60 milhões. Ascom comunica@ufs.br


Atualizado em: Sex, 20 de maio de 2011, 08:18
Notícias UFS
Avaliação
UFS é destaque no Enade 2016
Enfermagem e Nutrição (ambos de Lagarto) e Fisioterapia (Aracaju) obtiveram nota máxima; veja nota de outros cursos