Sex, 02 de fevereiro de 2018, 11:26

Encontro de Educação Popular em Saúde aborda práticas integrativas
Ação foi realizada por meio de parcerias

Ana Laura Farias

O campus de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe sedia o EDPop, curso de Educação Popular em Saúde, em parceria com a Fiocruz, Escola Politécnica Joaquim Venâncio (RJ), Movimento Educação Popular em Saúde (Mops) e secretarias estadual e municipal de saúde. A abertura foi realizada na última sexta-feira (19), com a presença do prefeito Valmir Monteiro, do secretário municipal Cleverton Oliveira e de lideranças do Mops. O curso acontece às sextas-feiras e é voltado para agentes comunitários de saúde e de endemia, com o objetivo de estimular a realização de práticas integrativas (técnicas e receitas populares e/ou complementares) no dia a dia dos cuidados de saúde com a comunidade.

A coordenadora das Práticas de Saúde em Lagarto, Amanda Pacheco, acredita que a realização do curso vai facilitar o compartilhamento de informações e saberes. “É bem interessante que o curso esteja acontecendo dentro do campus, pois além de facilitar em termos de logística, temos aqui um espaço para a troca de saberes, já que teremos, no mesmo lugar, os conhecimentos científico e popular”, avalia.

A coordenação da Divisão Acadêmica, professora Rosiane Dantas, explica que os cursos da EDPop são realizados em parceria com o campus Lagarto desde 2014 (no início, as aulas aconteceram na unidade provisória). A última edição ocorreu em novembro de 2017. “É uma parceria contante, já que é uma demanda muito grande da rede de saúde. Essa é uma forma que a UFS e as instituições parceiras encontraram de fornecer um treinamento adequado e com um assunto de grande potencial para os agentes que atuam no município de Lagarto. Esses profissionais estão em contato constante com os nossos alunos, por meio das Práticas de Ensino na Comunidade, que incluem visitas à população local”, observa.


Forma  o em sa de
Atualizado em: Sex, 02 de fevereiro de 2018, 11:37
Notícias UFS
Institucional
Gratidão e transparência
Em razão da natureza do cargo, reitor não apoia nenhum candidato a cargo eletivo, seja ele qual for