Qua, 13 de novembro de 2019, 08:30

Campanha contra o câncer bucal atende 200 pessoas em Lagarto
Ação foi realizada nos dias 1 e 8 de novembro
Atendimento no Odontomóvel
Atendimento no Odontomóvel

A campanha contra o câncer bucal, realizada pelo Departamento de Odontologia do campus Lagarto, atendeu cerca de 200 moradores de Lagarto. Quinze pessoas foram encaminhadas à Clínica Escola. A ação, coordenada pela professora Katharina Morant, foi realizada na Praça Silvio Romero, nas últimas sextas (1º e 8).

Um dos atendidos foi o agricultor José Ricardo Nascimento. “Eu ficava preocupado porque uso aparelho no dente, aí acaba machucando um pouco. Eu já tinha ouvido falar em câncer de boca, mas não sabia muita coisa, agora estou bem mais tranquilo”, observa. Como agricultor, José Ricardo está sempre exposto à luz solar, o que reforça a necessidade de atenção. “Uma preocupação grande nossa é que, além dos trabalhadores da Zona Rural, temos um perfil de população aqui em Lagarto que costuma andar muito e fazer muitas coisas a pé – em muitos casos, sem a proteção solar adequada”, pontua a docente Luciana Aguiar, que supervisionou os estudantes no Odontomóvel, consultório sobre rodas, durante a ação.

Quem participou da ação teve a oportunidade de entender um pouco mais sobre a anatomia de uma boca (com e sem lesão) por meio dos moldes de feltro fabricados pelo projeto Ciclo de Palestras em Patologia Oral, da professora Melka Coelho, do Departamento de Odontologia de Aracaju. “A gente teve a preocupação de fazer bocas compatíveis com o perfil da população local, trazendo diversidade de tons e formatos. A ideia é reforçar a sensação de pertencimento, para que as pessoas entendem a necessidade do autoexame”, comenta. O projeto já atendeu mais de 300 adultos, entre Grande Aracaju e Lagarto.

A aluna Beatriz Mendes, do quarto ciclo, teve a primeira experiência de atendimento coletivo com adultos. “Eu já tive outros contatos de atendimento, mas num evento tão amplo é a primeira vez. Achei que a gente ia falar somente de câncer de boca, mas o que me surpreendeu é que também tivemos a oportunidade de tirar outras dúvidas, levar outras orientações e observar outras coisas da saúde bucal”, pontua.


Modelos foram confeccionados por estudantes
Modelos foram confeccionados por estudantes
Atualizado em: Qua, 13 de novembro de 2019, 09:53
Notícias UFS