Seg, 25 de maio de 2020, 15:45

Pesquisa avalia autopercepção da voz com o uso de máscaras
Formulário pode ser respondido até o próximo domingo (31)

As máscaras são aliadas importantes no combate ao Covid-19 e devem ser sempre usadas, mas também podem causar impactos no cotidiano, inclusive na voz. Pensando nisso, as professoras Roxane Alencar e Vanessa Veis, do Departamento de Fonoaudiologia, em parceria com a Universidade Estadual do Centro Oeste, do Paraná, realizam a pesquisa "Efeitos do Uso de Máscara na Autopercepção Vocal durante pandemia de Covid-19". Pessoas de todo o País com idade entre 18 e 59 anos podem responder por meio deste link, até o próximo domingo (31).

O objetivo da pesquisa é compreender os riscos e consequências vocais com o uso da máscara, e assim, permitir a reflexão dos clínicos acerca de orientações necessárias para o manejo do uso da voz durante a pandemia por Covid-19. A docente Roxane Alencar explica que a ideia para a pesquisa surgiu ao perceber a dificuldade que as pessoas passaram a apresentar com o uso das máscaras. “O uso de máscara pode acarretar barreira na amplificação vocal e gerar um efeito compensatório de aumento da intensidade vocal. Por sua vez, o uso da voz em forte intensidade, sem treinamento, é realizado por meio de ajustes musculares incorretos, tensão excessiva da musculatura da laringe,e, com isso, desencadear desconfortos e fadiga vocal”, observa. Isso pode ser ainda mais prejudicial para profissionais que permanecem em atividades presenciais e que utilizam muito a voz, como repórteres e comerciários.


Atualizado em: Seg, 25 de maio de 2020, 16:16
Notícias UFS